ARTIGOS

Recomendações para o consumo de proteína

                     

Este artigo publicado na revista nutrientes  (COURTNEY-MARTIN et al., 2016) coloca uma análise interessante sobre a recomendação no consumo proteico diário.

As recomendações de proteínas para idosos, homens e mulheres, são baseadas em estudos de balanço de nitrogênio. Eles são ajustados em 0,66 e 0,8 g/kg/dia como a Estimated Average Requirement (EAR - valor médio de ingestão diária estimada para atender às necessidades de 50% de indivíduos saudáveis) e a Recommended Dietary Allowance (RDA - quantidade do nutriente suficiente para atender à necessidade de aproximadamente 97% a 98% dos indivíduos saudáveis), respectivamente, semelhante aos adultos jovens.

Esta recomendação baseia-se na regressão linear simples dos dados de balanço de nitrogênio disponíveis obtidos do consumo de proteínas em um teste com valores próximos ou abaixo do equilíbrio entre excreção e retenção. Usando o método indicador de oxidação de aminoácidos, foi estimado a necessidade de proteína em adultos jovens e em homens e mulheres idosos de 0,9 e 1,2 g/kg/dia com as definições de EAR e RDA, respectivamente. Isto sugere que não há nenhuma diferença na exigência em uma base do gênero ou por massa corporal entre adultos mais novos e mais velhos.

Assim, o artigo coloca que as estimativas de necessidades são ~40% maiores do que as recomendações de proteínas atuais com base no peso corporal. Eles também são 40% maiores do que as estimativas em homens jovens quando calculado com base na massa livre de gordura. Assim, os autores definem como NECESSÁRIO reavaliar as recomendações atuais.

 

Procure sempre um nutricionista competente e atualizado!
Grande abraço

#qualidadedevida #projetosaúde #nutrição #nutriçãoesportiva #treino #vidasaudável #alimentaçãosaudável #emagrecimento #suplementos #suplementação #academia #nutricionista #musculação #massamagra #intensidadetotal #markofortes #realsportsnutrition

Referências

COURTNEY-MARTIN, G. et al. Protein Requirements during Aging. Nutrients, v. 8, n. 8, p. 1–12, 11 ago. 2016.

voltar
© 2016 Todos os direitos reservados a MARKO FORTES